Buscar
  • SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE BALBINOS

Entre os dias 7 e 11 de agosto, aconteceu a Semana Estadual da Prevenção da Leishmaniose Visceral


A leishmaniose visceral (LV) é uma doença grave, causada por um parasito transmitido para pessoas e cães por meio da picada de um inseto (vetor) muito pequeno, conhecido como “mosquito palha”. Esse mosquito costuma picar ao entardecer e durante a noite.

No ciclo da doença o inseto pica um cão doente – portador do parasito – e depois pica uma pessoa saudável, que também pode desenvolver a doença.

Sem o inseto, não há transmissão da leishmaniose. Então a melhor prevenção é evitar a proliferação do mosquito palha. As fêmeas põem seus ovos na terra úmida, sombreada e com acúmulo de folhas, frutos e fezes de animais e isso dá início à proliferação do vetor.

Medidas simples para manter o ambiente limpo protegem você, seus familiares e sua comunidade da leishmaniose. Cada cidadão deve limpar diariamente quintais e jardins, recolhendo todo material orgânico do chão (fezes de animais, folhas, frutos etc.). É nesse material acumulado que as fêmeas do inseto põem seus ovos e geram uma grande quantidade de novos mosquitos que irão transmitir a doença para pessoas e cães.

Sinais e sintomas da LV em humanos - Febre durante muitos dias, perda de peso, fraqueza, anemia e aumento do fígado e baço. Em casos graves podem ocorrer sangramentos. O diagnóstico e tratamento estão disponíveis na rede de serviços do Sistema Único de Saúde (SUS).

Sinais e sintomas nos cães - Os cães infectados pelo parasito podem adoecer logo ou demorar meses para apresentar sintomas. Todos os cães infectados, mesmo aqueles sem sintomas aparentes, são fonte de infecção para o inseto transmissor e, portanto, um risco para saúde. Os sintomas nos animais são: emagrecimento, queda de pelos, crescimento das unhas, descamação da pele, fraqueza, feridas no focinho, orelhas, olhos e patas. A única forma de saber se os cães estão infectados é por meio de exames específicos de laboratório. O tratamento dos cães doentes não é recomendado, por não apresentar eficácia comprovada.

A Secretaria Municipal de Saúde de Balbinos não poderia ficar fora dessa campanha, por isso foi realizado pelas Agentes Comunitárias de Saúde, a distribuição de panfletos e cartazes nos estabelecimentos da cidade, contendo orientações para a população e algumas ações para prevenir essa doença.

É necessário a conscientização de todos para juntos combatermos essa doença!

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE BALBINOS APOIANDO A CAUSA


0 visualização

/administracao@balbinos.sp.gov.br/

Rua 7 de Setembro, 481 Balbinos, SP 16640-000

  • Facebook - White Circle

Tel: (14) 3583-9100

© 2017 - Prefeitura Municipal de Balbinos - Orgulhosamente criado por JCVInternet